24
ago
Hayley fala sobre a nova turnê em post no LiveJournal

Hayley

Novo post da Hayley no LiveJournal da banda. A vocalista do Paramore fala sobre os preparativos da nova turnê, o acidente que ocorreu com o baterista Miles e novidades.

Olá todos vocês

Ensaio da banda para próxima turnê nos EUA/Reino Unido que começa amanhã! Coisas. Muito. Empolgantes, eu estou um pouco nervosa. É tipo como uma grande turnê. Do tipo que nós precisamos colocar muito músculo e graxa dos cotovelos e, claro, amooooor nisso. Com a gente tudo vem junto no último minuto. E eu realmente digo tudo. Por algum motivo eu nunca consigo lembrar disso, embora eu sempre surte como uma pessoa louca com problemas de ansiedade. De qualquer forma, agora que nós realmente vamos chegar lá e começar os ensaios, tudo vai se encaixar perfeitamente. Por um lado, você tem que trabalhar para que isso aconteça… e por outro lado, bem… Você tem que deixar isso acontecer.

Então, estou certa de que muitos de vocês ouviram sobre Miles, que esteve tocando bateria com a gente nas últimas turnês. Miles teve um acidente louco no carrinho de golf (eu sei, parece um pouco insano mas é verdade) ele realmente arrebentou apenas um lado do seu corpo. Parece que foi praticamente seu rosto e ombro. Pobre coitado, parece um soldado de cavalaria. Hoje, quando eu voltei do lugar onde estávamos ensaiando, ele estava lá e eu fiquei muito surpresa com sua atitude por estar todo rasgado. Rasgado é diferente de transfigurado. A propósito, nenhuma das coisas são boas! Não temos certeza se que ele estará nesta turnê conosco, mas iremos dar um jeito de uma forma ou de outra e o show continuará! Estamos tão gratos de que Miles está bem e não só isso, de que ele está recebendo todos os cuidados certos, mas ele também está em um ótimo estado de espírito mais do que eu posso imaginar um ser em sua situação. Sinta-se livre para enviar-lhe mensagens, se você estiver navegando na web sem nada para fazer – o seu Twitter é @mileskmcpherson.

Ao mesmo tempo, a partir de agora começa nossa turnê, temos tanto a fazer. Primeiramente, nós temos um milhão de entrevistas e divulgação em que estamos trabalhando para todos os próximos shows. Muitos ensaios básicos. Eu tenho muitos emails para classificar, que é, na maior parte, um dos meus trabalhos favoritos. Em seguida, nós três temos que rabalhar muito para acabar o show, produção, set list e tudo mais. A coisa mais desagradável que tenho que fazer é descobrir exatamente o que eu quero vestir para os shows. Isso talvez possa parecer ser simples… uma camiseta e um tipo de jeans, mas ohhhh não. É a coisa mais difícil TODAS AS VEZES! Eu realmente não gosto do processo de empacotar e separar os uniformes para o show mas se tornou necessário. Agora que estou ficando velha, eu tenho essa fantasia de ter roupas que pareçam incríveis na foto mas que sejam confortáveis como as minhas roupas do dia-a-dia. A verdade é, que esse tipo de roupa não existe. Dores leves e crescentes. O que é mais importante para mim? Viver meu sonho de Freddie Mercury, incendiando o palco e me sentindo incrível… ou simplesmente apreciando o meu conforto? Quando eu realmente olho para o centro do meu problema, isso tem tudo a ver com o fato de que estou amadurecendo. Meus gostos estão bem diferentes do que eram antes. Sabe o que mais? Eu estou mais velha do que quando eu comecei nos placos, usando apenas camisetas que eu dormi na noite anterior e um dos dois pares de jeans que eu jogava na minha mala de 5 minutos para sair porta a fora e pegar a van. Eu quero um pouco mais…eu ESPERO um pouco mais de mim. Não é exatamente um fardo como essas dores crescentes. As dores crescentes são boas porque…duh, você está envelhecendo. Tudo bem, espere macacão com lantejolas violetas com legs vermelho brilhante e tiara. O negócio esta ficando séria. Paramore 3.0!!!! Taylor e Jeremy estão ficando com as barbas cintilantes! Quando eu era criança, meu pai me levava para o Ultimate Fun World todo domingo e íamos dar uma volta nos karts e jogar fliperama. Neste tempo eu tinha 9 anos, e aí começaram as piores dores nos meus tornozelos e nas partes de baixo das minhas pernas. Isso soa engraçado, mas empurrar os pedáis do kart e dirigir por aí pareceu aliviar o desconforto porque eu estaria esticando minha perna e colocando pressão no meu pé enquanto eu pisava no fortemente no pedal enquanto ele encostava no chão. Nós dirigiamos o dia inteiro. Eu correria com todas as crianças na pista e algumas vezes meu pai correria comigo e outras vezes nós competiriamos entre nós. Quando estávamos satisfeitos, eu sorria e gargalhava tanto que as dores na minha perna eram dificilmente notáveis e por alguma razão até hoje eu penso sobre tudo isso.

A parte mais estranha de toda essa nota é que eu vim aqui pra dizer que… Nós estamos incrivelmente animados para os próximos meses das nossas vidas, paramore, música, tudo. Eu, pessoalmente, tenho esse sentimento que mesmo se não dermos nosso melhor nos shows, eles ainda serão o máximo, tanto pra nós quanto pra vocês. Essa é a energia pra qual eu vivo, tanto quanto eu olho para trás e penso em todas as memórias que nós tivemos em lugares pequenos como um buraco na parede com algumas centenas de pessoas… A forma como sinto que nós realmente crescemos e viemos até aqui com vocês é completamente e estupidamente esmagadora, da melhor maneira possível. Obrigada por tudo isso. Lembre-se disso, tanto quanto nós estamos pressionando o pedal para o metal, você está correndo nesse kart. Vocês são a razão de nós estarmos onde estamos. Vamos criar mais memórias maravilhosas. Vejo vocês em breve, por ai!

-h

(Eu não faço provas desde que eu ganhei meu diploma em 2006, então me desculpe por todos os erros).