24
nov
[Tumblr] Hayley agradece e fala sobre o Self-Titled Deluxe Version

HAYLEY WILLIAMS

Hayley Williams escreveu uma nova e longa mensagem para os fãs do Paramore! Ela fala sobre 2014 como um grande ano para a banda, explica a razão de liberar a Self-Titled Deluxe Version e diz algumas palavras sobre a colaboração com Joy Williams e liberando a versão demo de “Tell Me It’s Okay“. Ela também explica por que não é tão ativa quando se trata de blogs como ela era nos últimos anos”. Eu cresci muito e o processo realmente não era esperado, nem sempre foi divertido..”

Oiiiiiiii. . . .

Estou envergonhada, faz um tempinho desde a última vez eu fiz algum tipo de post e essas coisas. Agora, eu me encontro bem perto do fim de um  longo ano sem dizer praticamente nada sobre ele! Que ano tem sido esse para o Paramore. Taylor, Jeremy e eu estamos muito agradecidos, muito exaustos, e muito satisfeitos. Relembrando tudo da The Self Titled Tour em OZ até o lançamento de “Ain’t It Fun” em uma das maiores rádios do país, do PARAHOY! a Monumentour… Eu só não sei se houve algum outro ano na nossa carreira que foi tão sentimental (como o segundo show no cruzeiro) E triunfante como esse (como ter o nosso primeiro single no top 10 do top 40 das rádios) ao mesmo tempo. Isso só continua ficando melhor, pessoal.

2014 realmente me mudou em vários sentidos. Eu acho que é uma razão para eu ter me mantido longe de blogar e compartilhar tanto quanto eu normalmente sentia vontade de fazer. Eu cresci muito e o processo realmente não era esperado, nem sempre foi divertido. Desde o começo do ano, eu passei por um “término”, uma “volta” (YAYWOOHOOO!), tive uma oportunidade de um negócio muito promissor de tinta de cabelo que completamente falhou, fiquei doente MUITAS vezes na Monumentour e tivemos que cancelar shows, e cansei. Bem, todos nós cansamos! Ah, eu ganhei um cachorro também (YAYWOOHOOO!). A razão de eu estar dizendo tudo isso é para mostrar para vocês que mesmo quando as coisas parecem simples ou maravilhosas na superfície, haverá sempre uma batalha para ser feita. Não deixe nada impedir você de chegar onde você quer estar. Não é apenas sobre onde você acha que deveria estar, ou nem onde você acha que merece estar. Onde você quer estar?

Eu estou tão eternamente 100% absolutamente ridiculamente grata por pessoas como vocês que deram a minha vida, assim como as de Jeremy e Taylor também, um propósito maior. Nós estamos constantemente aprendendo junto com vocês. Existindo junto com vocês. Cantando junto com vocês. Mas mais do que isso nós sempre somos PARA vocês. Isso é tão clichê, omg… mas você não pode deixar a verdade ir água abaixo e se você deixar, ela perde todo o seu poder.

Eu espero que, no final desse ano, vocês percebam como os tempos difíceis lhes deixaram. Eu espero que vocês tenham permitido que esses tempos fizessem vocês melhores. Eu apostaria que vocês estão melhores.

Vocês já sabem disso mas, para dar adeus a 2014, estamos deixando para vocês um relançamento do nosso álbum Auto-Intitulado. O relançamento incluí faixas dos nossos shows favoritos da Monumentour, que aconteceu no Red Rocks em Colorado. Nós não originalmente pretendíamos fazer nada com as gravações. Não foi planejado. Nós apenas amamos o show tanto e sentimos que encorpou a loucura e diversão que tivemos com vocês no verão. As músicas que escolhemos para incluir daquele show são na maioria aquelas que não estão no The Final Riot! (tirando “LTFB”, que apenas TIVEMOS que colocar já que nós tocamos ela e “Part II” uma atrás da outra!). Essas gravações estão intocáveis e apesar de não serem perfeitas, estamos felizes de ter gravado elas porque foi muito especial para nós.

O relançamento também tem TODAS as 3 B-sides! Talvez vocês já tenham ouvido “Escape Route” e “Native Tongue” mas nãoooo tem como você ter escutado alguma vez o prazer de “Tell Me It’s Okay”. É uma música muito legal. Fico muito feliz de finalmente termos encontrado um lugar para ela. Por alguma razão, na época, ela não combinava com o álbum. Nós nunca terminamos de gravar ela! Essa vai ser um demo que gravamos tudo de uma vez enquanto Ilan estava tocando bateria no Sunset Sound. Eu posteriormente adicionei umas harmonias, Taylor jogou uma guitarra extra aqui e ali, e é isso! A letra sempre foi importante para mim e muito verdadeira naquela época particular na vida da nossa banda. Talvez eu já esteja entregando muita coisa aqui mas… É certo ser feliz AGORA.

E por último, tem o dueto que eu fiz com Joy Williams (antigamente membro do The Civil Wars) em “Hate To See Your Heart Break”. Nós gravamos nossos vocais (para a faixa original) em Santa Monica, CA mais ou menos uma semana depois de a Monumentour ter acabado. Joy sempre foi uma amiga e uma mentora para mim desde quando eu tinha apenas 12 anos de idade. Eu conheci ela, por destino, aproximadamente um mês depois de me mudar para Franklin, TN. Ela estava em sua própria jornada musical e eu estava perto de começar a minha… (pouco sabia eu que ia conhecer os caras tipo, 6 meses depois). Joy sempre foi um exemplo incrível de força, perseverança, fé, e graça durante todos esses anos que eu conheço ela. Eu sempre quis ser capaz de cantar como ela e ser capaz de fazer um dueto com ela realmente senti como uma homenagem incrível a inspiração que ela me deu. Taylor e a sua família também são bem próximos de Joy e ele foi na verdade quem teve a ideia de trazer ela para essa música. É a primeira vez que fazemos uma colaboração com uma pessoa como uma banda e estamos todos muito muito orgulhosos de termos sido capazes de convidar alguém para o mundo do Paramore que completamente entende aspectos múltiplos de quem somos. Se você é um fã de Paramore, um fã de Civil Wars, ou você só gosta de músicas bonitas… Essa vai te satisfazer, eu juro!

Tudo bem, isso está grande. Eu digitei por DIAS. Meus dedos doem. Eu estou um pouco enferrujada! Não tomarei mais nenhum pouco do tempo de vocês, exceto para dizer isso: nós amamos vocês e mal podemos esperar para o que está por vir.
Sempre sempre sempre apostando em vocês,
Hayley.

Tradução ParamoreBR